POLÍCIA FEDERAL
ORGULHO NACIONAL


PF DISPONIBILIZA TERMO DE DECLARAÇÕES PARA VÍTIMAS DE ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA

24 de novembro de 2017

24/11/02017

PF DISPONIBILIZA TERMO DE DECLARAÇÕES PARA VÍTIMAS DE ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA

Em continuidade ao trabalho investigativo de organização criminosa que estaria ludibriando milhares de investidores em todo o País, oferecendo promessas de retorno milionário em troca de aportes antecipados de recursos, no bojo da OPERAÇÃO OURO DE OFIR, a PF está disponibilizando em seu site – http://www.pf.gov.br/agencia/noticias/2017/11/pf-disponibiliza-termo-de-declaracoes-para-vitimas-de-organizacao-criminosa – o modelo de TERMO DE DECLARAÇÕES a ser preenchido pelas vítimas interessadas em denunciar fatos relativos à investigação.

O objetivo da iniciativa é que as pessoas tenham facilidade em denunciar, expondo a situação de cada investidor para enriquecer a colheita de indícios contra a organização criminosa. A PF salienta, ainda, que mesmo preenchendo o formulário e o enviando para a Superintendência Regional do Mato Grosso do Sul, conforme instruções abaixo, é importante que seja registrado Boletim de Ocorrência na Delegacia de Polícia Civil de sua localidade.

PROCEDIMENTOS PARA VÍTIMAS EFETUAREM DENÚNCIAS:

  1. Baixe o FORMULÁRIO PARA DENÚNCIA no link https://drive.google.com/file/d/1_Y6-PdE1Ss0F3z3doHOTxZ1h_A5RmCKz/view?usp=sharing , que deverá ser impresso, preenchido e ter FIRMA RECONHECIDA EM CARTÓRIO;
  2. Posteriormente, este formulário preenchido e com FIRMA RECONHECIDA deverá ser entregue na SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DA PF/MS – Rua Fernando Luiz Fernandes, 322, Vila Sobrinho, Campo Grande/MS, CEP 79.110-503 – no PLANTÃO, aos cuidados do Dr. GUILHERME FARIAS, Delegado de Polícia Federal;
  3. Os denunciantes que residirem fora da cidade de CAMPO GRANDE/MS deverão proceder da mesma forma, no entanto, postando o formulário preenchido e com FIRMA RECONHECIDA EM CARTÓRIO pelos Correios para o endereço acima, aos cuidados do Dr. GUILHERME FARIAS, Delegado de Polícia Federal.
  4. As perguntas do formulário não devem ser apagadas no momento do preenchimento;
  5. Responder nos campos onde consta “Resposta à Pergunta x” de forma objetiva e direta.

 

Fonte: Agência de Notícias da Polícia Federal

O SINPEF/MS defende os direitos dos policiais federais