POLÍCIA FEDERAL
ORGULHO NACIONAL


PF faz operação contra policiais por sequestro na fronteira de Corumbá

A PF identificou os envolvidos na ação ilegal, os quais, inclusive, tentaram se passar por policiais federais

18/03/2020

PF faz operação contra policiais por sequestro na fronteira de Corumbá

Uma ação ilegal para retirada de estrangeiro do Brasil, que contou com policiais militares, é alvo de operação da PF (Polícia Federal) nesta quarta-feira (dia 18) em Corumbá, fronteira com a Bolívia.

Na ação, batizada de Refúgio, serão cumpridos mandados de prisão e de busca e apreensão contra pessoas que retiraram, no mês de agosto de 2019, um boliviano do território brasileiro. Ele tinha mandado de prisão na Bolívia, mas estava no Brasil na condição de refugiado.

O refugiado foi abordado em um estabelecimento comercial por homens armados e transportado com o uso de violência para o território boliviano. Naquela ocasião, ao passar pelo Posto Esdras, ponto de controle migratório em Corumbá, o cidadão boliviano, que era retirado à força do território nacional, chegou a tentar fugir, contudo foi impedido e efetivamente retirado do País.

Após investigação minuciosa, a Polícia Federal identificou os envolvidos na ação delituosa, os quais, inclusive, tentaram se passar por policiais federais. Foi constatado o envolvimento de policiais militares e a Corregedoria da Polícia Militar apoia a operação desta quarta-feira.

A retirada à força do refugiado se enquadrou em crimes de sequestro e de migração ilegal com o uso da violência. As autoridades bolivianas serão comunicadas da ação.

A operação Refúgio é realizada por 41 policiais federais e dez policiais militares. O nome da ação é em alusão ao instituto de direito internacional que abrigava o cidadão boliviano no território nacional antes de sua retirada ilegal do Brasil.

 

Tags

Campo Grande News

O SINPEF/MS defende os direitos dos policiais federais